ROTUNDA


Borelli Cia. de Dana



Dirigida por Sandro Borelli, a Borelli Cia. de Dana retoma com Carta ao Pai (ttulo provisrio) a pesquisa sobre o universo kafkiano. Os ensaios Daniela Rocco, Nilson Muniz, Roberto Alencar, Samanta Barros e Vanessa Macedo, alm de Borelli, formam o elenco comearam nesta semana. Inspirado nas atmosferas opressivas do escritor tcheco Franz Kafka (1883-1924) mais especificamente em Carta ao Pai , o espetculo deve estrear em agosto. O grupo j estava precisando de um espetculo novo, passamos dois anos viajando com o repertrio, conta o coregrafo e bailarino.
Borelli trabalha no projeto desde dezembro. Preciso de um tempo sozinho para me convencer das coisas que pretendo fazer, revela. Alm da pesquisa terica, ele se dedicou a uma auto-anlise para tentar juntar as revolues internas de Kafka s minhas e ajudar os intrpretes a buscar aquele material sensvel que gera imagens. Para ele, o momento da criao o mais gostoso: dolorido, mas voc sente falta depois que passa por ele.
A montagem reafirma a linha de trabalho da companhia, que evolui no campo da dana-teatro, e segue a pesquisa sobre Kafka a que Borelli se entrega desde 2002, quando concebeu e dirigiu A Metamorfose. Tambm inspirado no autor theco de origem judaica que escrevia em alemo, Borelli j montou O Processo e O Abutre.
O universo de Kafka o da dor da existncia, o da fraqueza do ser humano perante tudo, o da falta de perspectiva. E muito atual, diz. Viajar pelo territrio kafkiano significa trafegar pela angstia do mundo contemporneo. Isso pode incomodar, mas Borelli gosta mesmo de colocar o dedo na ferida. Kafka um espelho do mundo. Por isto h quem no se sinta bem diante dele: porque comea a se enxergar. O corerafo e bailarino refuta a tese de que a arte deve ser agente de evaso da realidade. A arte tem de bater, no de alisar. Sou contra aquela idia de que a arte deve trazer bem-estar, leveza da alma.
Borelli, porm, afasta de Carta ao Pai qualquer motivao ideolgica. um embate entre um pai e um filho. Kafka no contestou nada, no existe um sentido poltico em sua obra. Ele fala o tempo todo sobre o terror da condio humana, mas do ponto de vista de quem no tem foras para mudar essa situao, afirma. E acende a polmica: Contestar est fora de moda. Para comear, voc tem de contestar a si mesmo. As pessoas esto falidas mas olhando para o vizinho. A transformao deve partir de si prprio. Borelli no acredita mais em utopias. A cada dia que passa, elas vo desmoronando.
O projeto ganhou o Prmio Estmulo da Secretaria de Estado de Cultura de So Paulo (R$ 50 mil). Mas o grupo, que conta com sala de ensaio cedida pela Univesidade Anhembi Morumbi, procura mais apoiadores. O local de estria ainda incerto. aquela velha luta por espao. Acredito, sim, que a dana pode ficar em cartaz em temporadas, no apenas em fins de semana. J fizemos temporadas de quatro semanas no Centro Cultural So Paulo e nos surpreendemos com o aumento gradativo do pblico. Mas, se em teatros pblicos complicado por causa da procura, em particulares complicadssimo por conta dos custos, diz.

Escrito por Mauro Fernando s 16h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


"A Noite Antes da Floresta"



Uma esquina em uma metrpole. Noite de chuva. Sob condies precrias de sobrevivncia, um homem tenta estabelecer contato com outro. Ele tenta fazer com que o outro seja seu interlocutor, afirma Francisco Medeiros, que dirige A Noite Antes da Floresta, espetculo solo escrito pelo dramaturgo francs Bernard-Marie Kolts (1948-1989) que estria nesta sexta-feira (17/2) no Espao dos Satyros, em So Paulo. Otvio Martins se encarrega do personagem.
Alm de essencial, a presena do interlocutor ambgua. Ele existe mesmo ou o interlocutor o mundo?, questiona o diretor. Quem d a resposta o pblico. No fechar leituras a preocupao da montagem: As possibilidades so infinitas. O pblico deve se sentir provocado para construir sua viso e no intimidado para desvendar o que a pea.
Em cena, conforme Medeiros, relaes de poder, incluindo amor, intolerncia, preconceito, o lugar do desejo no mundo contemporneo. O texto confronta vida e morte, sinceridade e cinismo. E existe um embate especial, altamente poltico, mas no no sentido da poltica partidria entre desiluso e utopia o personagem tem um projeto pronto de um sindicato internacional de proteo aos fracos.
A pea aborda a intolerncia dos pontos de vista coletivo e individual, diz o ator. O personagem no se conforma, permanece na condio de indignado porque tem esperana. Ele acredita na mudana, e isso prescinde de convico poltica.
Uma das caractersticas do texto a carga extrema de provocao. Ela apresenta um impossvel cheio de possibilidades, e desse paradoxo que aquele ser humano se alimenta, desse conflito direto e claro que nasce a vida, afirma Medeiros.
[Mais informaes abaixo.]

Escrito por Mauro Fernando s 14h42
[ ] [ envie esta mensagem ]


"A Noite Antes da Floresta"

O diretor Francisco Medeiros fez com que A Noite Antes da Floreta se movesse pelo caminho da sintonia com a contemporaneidade. H uma interpenetrao de linguagens, mas sem perda de identidade, revela. Fugimos do diapaso do realismo. A mmese da realidade cotidiana no seria um apoio saudvel.
Assinado por Duda Arruk e Jos Silveira, o espao cenogrfico tambm no busca uma lgica aristotlica, cartesiana, segundo o diretor. reforada, ento, a noo de ambiguidade. H elementos importantes que esto na iminncia de se tornar escombro. As paredes [da sala de espetculos, um palco no tradicional] contm superfcies reflexivas que de vez em quando do a possibilidade de ver aquele ser por outro prisma. H um aspecto que lembra vestgios, como pegadas na areia. Algum pode se perguntar sobre o que restou da civilizao ocidental.
A iluminao, de Domingos Quintiliano, e a trilha, de Aline Meyer, rejeitam a funo de sublinhar estados de esprito do personagem. Elas no adjetivam a cena, no propiciam determinada atmosfera, diz Medeiros. So provocaes e estmulos para que o espectador no se transforme em um contemplador passivo.
[Mais informaes abaixo.]

Escrito por Mauro Fernando s 14h37
[ ] [ envie esta mensagem ]


"A Noite Antes da Floresta"

Alm de pisar no palco, Otvio Martins produz A Noite Antes da Floresta. Em nome da autonomia artstica, o ator e produtor procura concretizar o que se tem vontade de dizer. Se o texto no fala ao corao, no h razo para lev-lo para o palco. No quero bater carto. Fiz quatro comerciais para montar essa pea, afirma.
Diante da possibilidade de tornar vivel o que gosta de fazer, mesmo sabendo do risco de ver a bilheteria pouco freqentada, Martins discute o que ser bem sucedido: sair na capa da 'Caras' e da 'Contigo'? ser gal de novela?.
Francisco Medeiros se sentiu desafiado quando recebeu o convite para dirigir o espetculo. A sensao inicial de que a pea impossvel de montar. E justamente por isso que tive vontade de faz-la. Eu me apaixono pelo impossvel, e ela desperta isso, conta.

A Noite Antes da Floreta". De Bernard-Marie Kolts. Direo de Francisco Medeiros. Com Otvio Martins. No Espao dos Satyros - Praa Roosevelt, 214, So Paulo, SP. Fone (11) 3258-6345. Sextas e sbados, s 21h30. R$ 20. At 8/4.

Escrito por Mauro Fernando s 14h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


De acordo com Luiz Paulo Vasconcellos, autor de Dicionrio de Teatro, rotunda a cortina, geralmente de cor preta, que cobre todo o fundo do palco. Conjugada a trs ou quatro rompimentos, continua a descrio, a rotunda forma um espao cnico que a imagem mais prxima possvel da neutralidade. E neutralidade (iseno) palavra obrigatria nos manuais de jornalismo. Este espao pretende abordar as artes cnicas respeitando os princpios jornalsticos saudveis, com informao e opinio, alm de atualizao diria.
Mauro Fernando

Escrito por Mauro Fernando s 14h46
[ ] [ envie esta mensagem ]


"Um Credor da Fazenda Nacional", de Qorpo-Santo



ATO SEGUNDO
CREDOR (entrando) - a vigsima... no me lembro se quinta ou stima vez que venho a esta casa haver aluguis de casa! E talvez ainda hoje saia sem dinheiro! ( parte:) Mas eles ho de se arranjar! (A um dos empregados, o contador:) Vossa Senhoria faz-me o obsquio de dizer se est despachado o contedo, ou quer que seja, quanto a um requerimento que aqui tenho?
CONTADOR - Ser... (lendo) Castro... Car... Cirilo, Dilermando!?
CREDOR - No! um requerimento meu, assinado: Jos Joaquim de Campos Leo, Qorpo-Santo.
CONTADOR - Ah! Esse est no chefe da quarta seo.
CREDOR - Bem, ento l irei. (Dirigindo-se ao chefe:) Faz-me o obsquio de dizer se j est despachado um requerimento que aqui tenho?
CHEFE (apontando) - Fale ali com o senhor Barbosa.
CREDOR (dirigindo-se a este) - Ainda no encontrou o que procurava a meu respeito?
BARBOSA - Ainda no! H aqui tantos papis!

Escrito por Mauro Fernando s 11h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


"O Diletante", de Martins Pena



CENA II
JOSEFINA Chamou-me, meu pai?
JOS ANTNIO Vem c, loucazinha. Que fizeste da Casta Diva?
JOSEFINA Est sobre o piano.
JOS ANTNIO Vai procur-la.
JOSEFINA Quer cant-la?
JOS ANTNIO Divirta-se a menina comigo.
JOSEFINA Se para eu cantar, no a procuro. J no posso atur-la. maada!
JOS ANTNIO Que dizes, brbara? A Casta Diva maada? Esta sublime produo do sublimssimo gnio?...
JOSEFINA Ser sublimssima, mais como h algum tempo para c que eu a tenho ouvido todos os dias cantada, guinchada, miada, assobiada e estropiada por essas ruas e casas, j no a posso suportar. Todos cantam a Casta Diva epedimia!

Escrito por Mauro Fernando s 09h01
[ ] [ envie esta mensagem ]


"Macbeth", de William Shakespeare



ACT V.
SCENE V.
MACBETH
Life's but a walking shadow; a poor player,
That struts and frets his hour upon the stage,
And then is heard no more: it is a tale
Told by an idiot, full of sound and fury,
Signifying nothing.

Escrito por Mauro Fernando s 19h24
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histrico
08/11/2015 a 14/11/2015
01/11/2015 a 07/11/2015
18/10/2015 a 24/10/2015
11/10/2015 a 17/10/2015
04/10/2015 a 10/10/2015
27/09/2015 a 03/10/2015
20/09/2015 a 26/09/2015
13/09/2015 a 19/09/2015
21/06/2015 a 27/06/2015
05/04/2015 a 11/04/2015
22/03/2015 a 28/03/2015
15/03/2015 a 21/03/2015
09/11/2014 a 15/11/2014
19/10/2014 a 25/10/2014
21/09/2014 a 27/09/2014
14/09/2014 a 20/09/2014
27/07/2014 a 02/08/2014
29/06/2014 a 05/07/2014
22/06/2014 a 28/06/2014
15/06/2014 a 21/06/2014
08/06/2014 a 14/06/2014
01/06/2014 a 07/06/2014
25/05/2014 a 31/05/2014
18/05/2014 a 24/05/2014
11/05/2014 a 17/05/2014
04/05/2014 a 10/05/2014
27/04/2014 a 03/05/2014
13/04/2014 a 19/04/2014
06/04/2014 a 12/04/2014
30/03/2014 a 05/04/2014
23/03/2014 a 29/03/2014
16/03/2014 a 22/03/2014
09/03/2014 a 15/03/2014
17/03/2013 a 23/03/2013
03/02/2013 a 09/02/2013
20/01/2013 a 26/01/2013
13/01/2013 a 19/01/2013
23/12/2012 a 29/12/2012
16/12/2012 a 22/12/2012
09/12/2012 a 15/12/2012
25/11/2012 a 01/12/2012
18/11/2012 a 24/11/2012
26/08/2012 a 01/09/2012
27/05/2012 a 02/06/2012
31/07/2011 a 06/08/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
15/05/2011 a 21/05/2011
01/05/2011 a 07/05/2011
20/03/2011 a 26/03/2011
06/02/2011 a 12/02/2011
16/01/2011 a 22/01/2011
07/11/2010 a 13/11/2010
24/10/2010 a 30/10/2010
15/08/2010 a 21/08/2010
01/08/2010 a 07/08/2010
25/07/2010 a 31/07/2010
18/07/2010 a 24/07/2010
04/07/2010 a 10/07/2010
27/06/2010 a 03/07/2010
10/01/2010 a 16/01/2010
18/10/2009 a 24/10/2009
11/10/2009 a 17/10/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
16/08/2009 a 22/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
14/06/2009 a 20/06/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
22/03/2009 a 28/03/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
11/11/2007 a 17/11/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
03/12/2006 a 09/12/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
19/02/2006 a 25/02/2006
12/02/2006 a 18/02/2006