ROTUNDA


CIA. BORELLI DE DANA - O PERENE E O EFMERO


Carne Santa: direo, concepo e criao coreogrfica de Sandro Borelli



A arte s serve para alguma coisa se irreverente, atormentada, cheia de pesadelos e desespero. S uma arte irritada, indecente, violenta, grosseira, pode nos mostrar a outra face do mundo, a que nunca vemos ou nunca queremos ver, para evitar incmodos nossa conscincia.

Estampadas em pgina de guarda do n 14 (vero de 2006) da revista literria Coyote, essas frases revelam, alm de um poder de sentena, o cerne do trabalho da Cia. Borelli de Dana. O escritor, jornalista e pintor cubano Pedro Juan Gutirrez, evidentemente, no as cunhou nem como exegese da obra do coregrafo Sandro Borelli nem para lustrar os egos da trupe, que sequer ouvira falar dele. Mas elas dialogam com surpreendente naturalidade com o fazer artstico do grupo.


Escrito por Mauro Fernando s 18h42
[ ] [ envie esta mensagem ]


CIA. BORELLI DE DANA - O PERENE E O EFMERO


O Processo: direo, concepo e coreografia de Sandro Borelli



Ser artista um ato poltico. No palco da Sala Paissandu da Galeria Olido, em So Paulo, Sandro Borelli fez sua profisso de f. Vocs a (na platia) so mais importantes que ns aqui (sobre o linleo). Cuidado com o sof e a TV. O Brasil tem vrias fomes, e a maior de cultura, arrematou.

Ouviam-no naquele 31 de julho de 2007 os 56 aprendizes (e seus parentes, na platia) inscritos nas oficinas que culminaram na mostra de exerccios coreogrficos prevista no projeto de remontagem de O Processo, contemplado pelo Programa Municipal de Fomento Dana de So Paulo.

O Processo, sobre a obra de Franz Kafka, estreara cinco dias antes, no ano em que a Cia. Borelli de Dana completou uma dcada de existncia a coreografia original marca o fim da primeira fase do grupo (fundado com outro nome, FAR-15), encerrada em dezembro de 2003.

Ao pedir cuidado com sof e TV, Borelli se referia a quem Plnio Marcos chamava de homens-prego, os fixos no mesmo lugar, os acomodados, atentos somente pobreza alienada dos sonhos de consumo. A arte que interessa, ento, a que rasga o vu da iluso, a que expe contradies e possibilidades, a que confronta idias, a que transita na contramo do pensamento hegemnico contemporneo, o neoliberal.


Escrito por Mauro Fernando s 18h38
[ ] [ envie esta mensagem ]


CIA. BORELLI DE DANA - O PERENE E O EFMERO


Carta ao Pai: direo, concepo e coreografia de Sandro Borelli



importante compreender a posio que a Cia. Borelli de Dana ocupa no contexto atual porque somente assim se ter uma viso mais ampla de seu trabalho. S poderemos descrever o mundo atual para o homem atual na medida em que o descrevermos como um mundo passvel de transformao, escreveu Bertolt Brecht em Estudos sobre Teatro. A transformao a partir da tomada de conscincia, com a conseqente mudana de postura em relao iniqidade narcisista que caracteriza a indstria da diverso, to apegada a valores apenas mensurveis por cifres.

Theodor Adorno, para quem a arte o gesto crtico e libertador perante a racionalidade da existncia comezinha, formulou o conceito de indstria cultural na dcada de 1940; Guy Debord, o da sociedade do espetculo vinte anos mais tarde. Vivemos sob este. Mas a passagem de um para outro no representa exatamente uma mudana de padro, talvez seja uma conseqncia da prpria expanso daquela indstria, como indica Maria Rita Kehl em Videologias: A alienao do trabalhador completa-se na sua transformao em consumidor. Ainda quando no consome as (outras) mercadorias propagandeadas pelos meios de comunicao, consome as imagens que a indstria produz para seu lazer.

neste contrafluxo que se esgueira a companhia dirigida por Borelli: ao abordar com esprito crtico as miudezas do homem contemporneo, trata de lanar um sinal de alerta. No difcil constatar que suas criaes coreogrficas partem de uma espcie de tumulto ntimo, de uma necessidade espontnea de expressar (e expurgar) o que incomoda no esto atadas a efemrides como o sesquicentenrio de nascimento de fulano ou ocupao de algum nicho do feiro cultural.

Quando pe em cena, por exemplo, a angstia que transcende tempo e espao de A Metamorfose, O Processo e Carta ao Pai, de Franz Kafka, Borelli coloca-a sem concesses, aprofundando-se no assunto, provocando questionamentos. Coloca-a com a convico de que a arte lida no apenas com a esttica, mas tambm com a tica, procurando o entroncamento entre reflexo e diverso, porque o universo humano vasto e a especulao sobre ele no deve ficar no nvel da superfcie. Coloca-a com a convico de que entretenimento roda-gigante, carrossel, prestidigitao e o fazer artstico, quando autntico, vai alm disso. Afasta a companhia, assim, da vanguarda frvola mencionada por Roland Barthes em Mitologias, aquela que no tolera na burguesia a sua linguagem, mas o seu estatuto...

Uma vez que a televiso a mais espetacular traduo da indstria cultural, como aponta Kehl, Borelli transps para seu discurso as preocupaes de ordem ideolgica inconscientes embutidas em suas criaes.

Preocupaes de ordem ideolgica porque, nas palavras da ensasta, os efeitos da expanso da indstria cultural dos objetos da cultura (...) so indissociveis da produo e transmisso do que chamamos de ideologia, de modo que afetam no apenas os indivduos isolados: dizem respeito ao lao social.

E inconscientes porque o coregrafo no possui o hbito de ler teoria, nem sobre artes cnicas. Costuma dizer que Kafka e Augusto dos Anjos formam seu patrimnio cultural e surpreendeu-se quando soube que seu nome consta em dois verbetes dana-teatro e teatro fsico do Dicionrio do Teatro Brasileiro (coordenao de J. Ginsburg, Joo Roberto Faria e Mariangela Alves de Lima). Borelli um daqueles artistas que capta a realidade nos domnios do etreo uma apreenso potica para marcar posio contra a reduo do ser humano a mercadoria e da vida a mercado.


Escrito por Mauro Fernando s 18h33
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histrico
08/11/2015 a 14/11/2015
01/11/2015 a 07/11/2015
18/10/2015 a 24/10/2015
11/10/2015 a 17/10/2015
04/10/2015 a 10/10/2015
27/09/2015 a 03/10/2015
20/09/2015 a 26/09/2015
13/09/2015 a 19/09/2015
21/06/2015 a 27/06/2015
05/04/2015 a 11/04/2015
22/03/2015 a 28/03/2015
15/03/2015 a 21/03/2015
09/11/2014 a 15/11/2014
19/10/2014 a 25/10/2014
21/09/2014 a 27/09/2014
14/09/2014 a 20/09/2014
27/07/2014 a 02/08/2014
29/06/2014 a 05/07/2014
22/06/2014 a 28/06/2014
15/06/2014 a 21/06/2014
08/06/2014 a 14/06/2014
01/06/2014 a 07/06/2014
25/05/2014 a 31/05/2014
18/05/2014 a 24/05/2014
11/05/2014 a 17/05/2014
04/05/2014 a 10/05/2014
27/04/2014 a 03/05/2014
13/04/2014 a 19/04/2014
06/04/2014 a 12/04/2014
30/03/2014 a 05/04/2014
23/03/2014 a 29/03/2014
16/03/2014 a 22/03/2014
09/03/2014 a 15/03/2014
17/03/2013 a 23/03/2013
03/02/2013 a 09/02/2013
20/01/2013 a 26/01/2013
13/01/2013 a 19/01/2013
23/12/2012 a 29/12/2012
16/12/2012 a 22/12/2012
09/12/2012 a 15/12/2012
25/11/2012 a 01/12/2012
18/11/2012 a 24/11/2012
26/08/2012 a 01/09/2012
27/05/2012 a 02/06/2012
31/07/2011 a 06/08/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
15/05/2011 a 21/05/2011
01/05/2011 a 07/05/2011
20/03/2011 a 26/03/2011
06/02/2011 a 12/02/2011
16/01/2011 a 22/01/2011
07/11/2010 a 13/11/2010
24/10/2010 a 30/10/2010
15/08/2010 a 21/08/2010
01/08/2010 a 07/08/2010
25/07/2010 a 31/07/2010
18/07/2010 a 24/07/2010
04/07/2010 a 10/07/2010
27/06/2010 a 03/07/2010
10/01/2010 a 16/01/2010
18/10/2009 a 24/10/2009
11/10/2009 a 17/10/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
16/08/2009 a 22/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
14/06/2009 a 20/06/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
22/03/2009 a 28/03/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
11/11/2007 a 17/11/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
03/12/2006 a 09/12/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
19/02/2006 a 25/02/2006
12/02/2006 a 18/02/2006