ROTUNDA


ANTONIO PETRIN - SER ATOR e MARCIO AURELIO - O QUE ESTAVA ATRS DA CORTINA?

Divulgação

Antonio Petrin: a vida no teatro

 

Para o ator Antonio Petrin, o teatro “é uma arte dura, difícil, complicada”. “Às vezes o público gosta (de uma peça) e a crítica torce o nariz. E vice-versa. É uma carreira de altos e baixos”, diz. Petrin, porém, não reclama da opção. “Às vezes você cai numa profissão que não tem nada a ver e, por questão de sobrevivência, tem de seguir nela. Escolhi ser ator e reiniciaria tudo de novo. É uma profissão difícil para se firmar, mas não tenho do que me queixar, há mais alegrias que tristezas. Fiz grandes personagens no teatro, que me deram muitas possibilidades de ver a vida, me ensinaram muitas coisas e me transformaram como ser humano.”

 

O percurso de 45 anos de carreira de Petrin, que inclui mais de 60 peças, quase 20 filmes e cerca de 50 participações na TV, agora está imortalizado em livro. Antonio Petrin – Ser Ator, obra assinada pelo jornalista Orlando Margarido, membro da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA), tem lançamento marcado para esta quinta-feira (28/10), no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo. O livro pertence à Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial.

 

 

 

Nascido em 1938 em Laranjal Paulista (SP) e formado pela Escola de Arte Dramática em 1967, o ator conta que foi procurado por Margarido, que propôs seu nome à Coordenação Geral da Coleção Aplauso. Petrin revela que ainda não leu a obra – “Quero ter uma surpresa”, afirma – e que alimenta “uma grande confiança” no jornalista. “É uma biografia de trabalho, não tem nada a ver com a vida particular.” O livro passa, portanto, pela fase amadora em Santo André (SP) e pela fundação em 1968, sob a influência da diretora Heleny Guariba, do Grupo de Teatro da Cidade (GTC).

 

Entre os trabalhos que marcaram sua trajetória, por indicarem novas veredas, pelo reconhecimento da crítica ou pelo aplauso da plateia, Petrin menciona a estreia profissional: Jorge Dandin, de Molière, em 1968 (direção de Heleny). Cita também O Homem de La Mancha. Sábato Magaldi e Maria Thereza Vargas, no livro Cem Anos de Teatro em São Paulo, apontam O Homem de La Mancha, musical de Dale Wasserman dirigido por Flávio Rangel e protagonizado por Paulo Autran e Bibi Ferreira, como um dos melhores espetáculos da temporada de 1972.

 

Sem esconder sua predileção pelo palco, recorda também Ponto de Partida, de Gianfrancesco Guarnieri (direção de Fernando Peixoto), de 1976. E o monólogo A Última Gravação de Krapp, de Samuel Beckett, que montou duas vezes: em 1989, dirigido por Iacov Hillel, e em 2000, por Francisco Medeiros. “Dou muito valor artístico (a esse espetáculo)”, conta. O ator foi indicado ao Prêmio Shell de Teatro em 2000.

 

A grande repercussão que Tenório, seu personagem no folhetim Pantanal (1990-91), da extinta TV Manchete, obteve não o ilude. “O sucesso em novela é relativo. Quando uma termina, entra outra no lugar e outros atores passam a ser cortejados”, declara. Outro “momento especial” é o filme O Último Chá, de David Kullok, sem data de estreia prevista. “É meu único protagonista no cinema. É um filme que foge dos padrões, bastante experimental.”

 

Antonio Petrin – Ser Ator integra um pacote de lançamentos da Imprensa Oficial. Entre as obras que a Coleção Aplauso coloca à disposição do público estão Lilian Lemmertz – Sem Rede de Proteção (de Cleodon Coelho), Ziembinski – Mestre do Palco (de Antônio Gilberto), Carlos Alberto Soffredini – Serragem nas Veias (de Renata Soffredini), Rubens Corrêa – Um Salto Para Dentro da Luz (de Sergio Fonta), Jefferson Del Rios – Críticas Teatrais e O Teatro de Marici Salomão.

 

O presidente da APCA, Aguinaldo Cristofani Ribeiro da Cunha, lança Marcio Aurelio – O que Estava Atrás da Cortina?. “Esse projeto nasceu de um convite da Imprensa Oficial”, relata Cunha. “Fui indicado pelo (dramaturgo) Alcides Nogueira e pela (atriz) Tuna Dwek. Eu e Marcio trabalhamos durante quatro anos, com frequentes e inúmeras interrupções, motivadas pelo ritmo de trabalho dele, muito intenso. Usamos dois métodos nesse período: depoimento oral dele, gravado, com perguntas feitas por mim, e depoimento escrito por ele e revisto, formatado e trabalhado por mim.”

 

Aurelio recebeu cinco prêmios da APCA: revelação de cenógrafo (1980), cenografia (por Fim de Jogo, 1996), espetáculo (por Srta. Else, 1997, e por Agreste, 2004) e direção (por Anatomia Frozen, 2009). Também ganhou o Prêmio Shell de diretor (por Pólvora e Poesia, 2001). “Ele tem um trabalho de vanguarda único e uma trajetória sempre na contra-mão (do ramerrame)”, diz o crítico. “O trabalho de pesquisa de linguagem sério, constante, ininterrupto, feito em profundidade, com teoria e método, fez dele um grande nome do teatro brasileiro no campo do teatro não comercial.”

 

 

O Dicionário do Teatro Brasileiro (coordenação de J. Guinsburg, João Roberto Faria e Mariangela Alves de Lima) aponta no verbete Grupos Teatrais “Os Farsantes, autores da pesquisa coletiva que resulta em Tietê, Tietê, espetáculo dirigido por Marcio Aurelio em 1979, com texto final de Alcides Nogueira”, como uma das trupes mais atuantes na segunda metade da década de 1970. O verbete Pós-Moderno (Teatro) lembra que “Pássaro do Poente, espetáculo de Marcio Aurelio, de 1987, fundia uma tradicional lenda nipônica com elementos da Commedia dell’Arte, bonecos de kyôgen e paródia sertaneja, teatro nô e kabuki, para narrar uma história de trás para frente”.

 

Aurelio iniciou sua carreira nos anos 1970, em São Paulo, informa Cunha. “Fundou os grupos Pompa e Circunstância e Os Farsantes. Dirigiu peças de grande impacto na cena brasileira, como Lua de Cetim, Tietê, Tietê, A Banda de Najas, A Farsa da Noiva Bombardeada, O Filho de Carcará, Hamletmachine, Eras, Inimigos de Classe, Édipo e Pássaro do Poente.” O crítico destaca também o 20º aniversário da Cia. Razões Inversas, fundada pelo diretor com seus alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), comemorado neste ano. “Há grandes sucessos em seu repertório, como Agreste, Anatomia Frozen, A Arte da Comédia, Srta. Else, Ricardo II e Torquato Tasso.”

 

Além de Marcio Aurelio – O que Estava Atrás da Cortina?, o crítico prepara para a Coleção Aplauso, para 2011, Elizabeth Henreid – Uma Atriz do TBC. Ainda negocia outro projeto, a reunião de críticas publicadas nos jornais Diário Popular e Diário de S.Paulo, nas revistas Around e A-Z e em outros veículos.

 

 

 

 

 

ANTONIO PETRIN – SER ATOR. MARCIO AURELIO – O QUE ESTAVA ATRÁS DA CORTINA?. Lançamento no Centro de Convenções Frei Caneca. Shopping Frei Caneca. Rua Frei Caneca, 569, 4º andar, São Paulo, SP. Dia 28/10. A partir das 19h.



Escrito por Mauro Fernando s 11h48
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histrico
08/11/2015 a 14/11/2015
01/11/2015 a 07/11/2015
18/10/2015 a 24/10/2015
11/10/2015 a 17/10/2015
04/10/2015 a 10/10/2015
27/09/2015 a 03/10/2015
20/09/2015 a 26/09/2015
13/09/2015 a 19/09/2015
21/06/2015 a 27/06/2015
05/04/2015 a 11/04/2015
22/03/2015 a 28/03/2015
15/03/2015 a 21/03/2015
09/11/2014 a 15/11/2014
19/10/2014 a 25/10/2014
21/09/2014 a 27/09/2014
14/09/2014 a 20/09/2014
27/07/2014 a 02/08/2014
29/06/2014 a 05/07/2014
22/06/2014 a 28/06/2014
15/06/2014 a 21/06/2014
08/06/2014 a 14/06/2014
01/06/2014 a 07/06/2014
25/05/2014 a 31/05/2014
18/05/2014 a 24/05/2014
11/05/2014 a 17/05/2014
04/05/2014 a 10/05/2014
27/04/2014 a 03/05/2014
13/04/2014 a 19/04/2014
06/04/2014 a 12/04/2014
30/03/2014 a 05/04/2014
23/03/2014 a 29/03/2014
16/03/2014 a 22/03/2014
09/03/2014 a 15/03/2014
17/03/2013 a 23/03/2013
03/02/2013 a 09/02/2013
20/01/2013 a 26/01/2013
13/01/2013 a 19/01/2013
23/12/2012 a 29/12/2012
16/12/2012 a 22/12/2012
09/12/2012 a 15/12/2012
25/11/2012 a 01/12/2012
18/11/2012 a 24/11/2012
26/08/2012 a 01/09/2012
27/05/2012 a 02/06/2012
31/07/2011 a 06/08/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
15/05/2011 a 21/05/2011
01/05/2011 a 07/05/2011
20/03/2011 a 26/03/2011
06/02/2011 a 12/02/2011
16/01/2011 a 22/01/2011
07/11/2010 a 13/11/2010
24/10/2010 a 30/10/2010
15/08/2010 a 21/08/2010
01/08/2010 a 07/08/2010
25/07/2010 a 31/07/2010
18/07/2010 a 24/07/2010
04/07/2010 a 10/07/2010
27/06/2010 a 03/07/2010
10/01/2010 a 16/01/2010
18/10/2009 a 24/10/2009
11/10/2009 a 17/10/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
16/08/2009 a 22/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
14/06/2009 a 20/06/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
22/03/2009 a 28/03/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
11/11/2007 a 17/11/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
03/12/2006 a 09/12/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
19/02/2006 a 25/02/2006
12/02/2006 a 18/02/2006